Nature

USINA UAQ POSSUI TANCAGEM ESPECÍFICA PARA ARMAZENAGEM DE CAP E LÍQUIDOS

Conjunto de Silos Dosadores de Agregados

Silos dosadores de agregados com capacidade de 5,0 m³ cada do tipo pirâmide invertida, construídos em chapa de aço carbono SAE 1020 de 4,75mm de espessura. Vibrador instalado na parede do silo com acionamento automático. Correias Dosadoras por moto redutores com velocidade variável controlada pelo software do equipamento, providas de roletes carga e sistema de pesagem individual. Correia Extratora para a transferência dos agregados até o Secador, acionada por moto-redutor.

Semi-reboque

  • Semi-reboque com chassi em viga “I” reforçada e independente completo com mesa e pino rei, pés de apoio mecânicos, pneus, rodas disco, suporte de estepe com estepe, suspensão do tipo feixe de molas, freios ABS com sistema de freio de estacionamento.

Conjunto Queimador do Secador

Queimador do secador com a potência de até 8.000.000 Kcal/h., com baixo consumo de combustível, composto por cabeçote e corpo fixo, turbilhonador de ar, ventilador acionado por inversor de frquencia, bico atomizador alimentado por ar comprimido com retificador de temperatura.
Sistema eficiente e seguro para o acendimento instantâneo do fogo através de chama piloto evitando contaminação por combustível no filtro de mangas. Injeção de combustível é realizado por Bomba de Engrenagem, com controle de pressão e ar comprimido para pulverização do combustível, além de sistema indicador de chama ligada/desligada.

Conjunto Secador de Agregados

  • Secador rotativo do tipo “contra fluxo” (alto rendimento térmico), Revestimento externo do Secador em Aço Acionamento por 04 Moto redutores

Misturador Externo tipo “Pug Mill”

Construído com chapas de alta espessura e alta resistência à abrasão tem capacidade volumétrica de 1,7 m³,
Tampas individuais removíveis para fácil acesso ao material e manutenção preventiva inclusive o fundo.
02 Eixos longitudinais de aço maciço acionados por 02 moto redutores sincronizados por engrenagens de dentes retos.
Conjunto montados nos eixos de Braços e Palhetas, feitos em ferro fundido do tipo “branco” de alta resistência á abrasão e de fácil manutenção.
Sistema de aquecimento por circulação de óleo térmico e barra espargidora de asfalto interna.

Sistema de Filtragem e Exaustão

Construído em formato monobloco do tipo modular, em aço carbono SAE 1020 garante extrema rigidez e chapas laterais em formato de ponta de diamante, possui refrigeração automática do filtro com janelas laterais de inspeção e tampas individuais de fácil acesso.
Filtro de Mangas exclusivamente projetado e concebido abaixo dos limites previstos em legislação vigente (20 mg / Nm³) da emanação de particulados sólidos.
Conjunto de Gaiolas de metal bi-cromatizado com mangas de Poliéster (baixo custo), Controle térmico de temperatura, mantendo a operação dentro da faixa de segurança (entre 120º à 130º), provido de comporta de abertura automática de refrigeração.
Sistema pneumático pulsante de ar de alta pressão sequenciados através de válvulas, para a limpeza das partículas / poeiras que ficam aderidos nas mangas pela sucção do Exaustor. Roscas helicoidais movidas por moto-redutores na parte inferior do filtro para transporte das partículas / poeiras até o Misturador para a mistura da massa asfáltica.
Exaustor externo centrifugo de alta eficiência, acionado por um motor elétrico controlado por inversor de frequência garantindo a exaustão para graus de umidades elevadas com controle de exaustão de dentro da cabine de operação.
Válvulas de pulso individuais para cada linha de mangas, acionadas eletricamente por bobina solenoides, interligadas ao sequenciador.
Tubulação interligação da câmara de exaustão ao filtro de mangas com sistema de segurança controlador de temperatura digital (DAMPER) para o sistema de refrigeração e proteção das mangas contra altas temperaturas com entrada de ar controlado por pistão eletro pneumático e sistema de bloqueio do queimador do secador automaticamente em caso de excesso de temperatura.

Cabine de comando

Cabine com revestimento térmico e acústico para o operador e piso com material antiderrapante.
Janelas em acrílico no tom fume e transparente para absorção de impactos.
Porta de acesso com fechadura e chave.
Ar condicionado.
Escada com degraus antiderrapantes e plataforma com guarda corpo.
Central de controle e monitoramento completa com o Software especial, mesa de comandos e operações, monitor, CPU, teclado, mouse, estabilizador, cabeamento etc.

Sistema de Carregamento – Elevador

  • Construído em chapa de aço carbono 1020, tampas separadas e fundo com chapa em material especial na espessura de 1/2" e pés em viga enrijecida para o apoio do Elevador.
    Acionamento por moto-redutor.
    Engrenagens bipartidas em aço fundido, corrente de alta resistência.
    Sistema de carregamento do tipo direto.
    Pré-silo de armazenamento anti segregação.

Quadro de Força

Configurado para 380 Volts / 60 Hz ou opcionalmente em outra tensão e frequência.
Equipado com inversores de frequência, cabos e os demais componentes de primeira linha.
Montagem elétrica conforme Normas de Segurança NR-10 e NR-12.

Software de controle e produção

  • Sistema de pesagem múltipla permite configurar, supervisionar e controlar a dosagem de materiais para produção de Asfalto e é constituído basicamente de um Painel Elétrico de Controle (integrado a um software de CLP) e um software supervisório de computador.

Tanques de Armazenamento de CAP e Combustível

Semi-reboque com chassi em viga “I” reforçada e independente com 14 metros de comprimento e 02 eixos. Completo com mesa e pino rei, pés de apoio mecânicos, pneus, rodas disco, suporte de estepe com estepe, suspensão do tipo feixe de molas, freios ABS com sistema de freio de estacionamento.
Tanque de Asfalto, construído em chapas de aço carbono com boca de visita ,isolamento térmico em toda a sua extensão, provido de serpentina interna feita de tubos especiais para a circulação do óleo térmico e aquecimento com flanges para espera de agitadores na parte superior.
01 Aquecedor de óleo térmico com capacidade de 400.000 Kcal/hora, com revestimento térmico, com queimador de controle eletrônico automatizado que desliga a chama quando atinge a temperatura programada, com sistema de segurança contra falha e excesso de combustível. Bomba centrifuga para circulação do óleo térmico.
Painel eletrônico para o controle em geral com sistema de segurança. Tanque para armazenamento de óleo diesel para alimentação do queimador e partidad da usina.

TANCAGEM

Tanque de Asfalto de 40 toneladas e de combustível de 20 ton, com sistema de aquecimento por serpentina a óleo Térmico com feixe de tubos SCH-40 para uma maior troca térmica com tubulações encamisadas para asfalto e combustível e bomba de asfalto com câmara de aquecimento e aquecedor de óleo térmico de 500.000 Kcal/h, com queimador automático a diesel ou gás GLP com total sistema de segurança.

Ver detalhes da Tancagem

QUADRO DE COMANDO DA TANCAGEM

  • Quadro de comando do aquecedor de óleo térmico instalado de modo a facilitar a operação do sistema.
  • Com opção para instalação de agitadores proporcionando homogenização dos asfaltos modificados com polímeros.

  • Retorno de finos do filtro de mangas direto no misturador com opção de controle de retorno de finos através de pesagem da rosca, controlando o teor de finos na massa, lançando o excesso para fora do processo.

Entre em contato com o nosso departamento de vendas. Fale com nossos especialistas e receba todas as orientações acerca da Usina de Asfalto LDA UAQ.

usina de asfalto
usina de asfalto

Componentes | Galeria de imagens

Galeria de imagens dos componentes do equipamento mais eficiente da categoria.

CAPACIDADES
De 30, 40, 50, 80, 100, 120 até 150 toneladas por hora, com Tancagem de Asfalto (com temperatura ambiente
acima de 15°C, teor de umidade dos agregados ponderado até 3% para 80ton/h e até 5% para 50ton/h,
considerando granulometria máxima dos agregados de até 1 1/2'’, peso específico do filler de 1.000 kg/m³,
densidade aparente dos agregados mínima de 1.660 kg/m³ e teor de CAP na mistura entre 4,55% e 6,5%).

SILOS
Padrão de 2 Silos (sendo 1 bi-partido) ou de 3 silos de recebimento de agregados, com opção
para 4 silos (conforme capacidade da Usina).

DOSAGEM
Sistema de Controle do processo através de pesagem individual dos agregados, com ponte
de pesagem de 1,00 m, com sistema de regulagem de pré-carga da célula de carga e correia
com roletes inclinados, que permite a utilização de correias convencionais ou correias planas
com laterais sanfonadas (mais caras).Correias dosadoras de 20'’ acionadas por moto redutores,
com variação de velocidade controladas pelo software (sistema de automação por pesagem
individual dos agregados) através de inversores de frequência com proteções e sensores
de velocidade.

SILOS DOSADORES
Silos dosadores com volumes de 5 m³, 6 m³ ou 7,5 m³, fabricados em chapa de aço de
4,75mm de espessura SAC-50 para maior resistência à abrasão, com pés de apoio com
dobras reforçadas, sendo um deles dotado de vibrador de parede acionado automaticamente
caso falte agregado na correia dosadora. Correias dosadoras de 20'’ e correia alimentadora
de 24'’.Opcional: Correias sanfonadas.

SECADOR DE ALTO RENDIMENTO
Sistema de secagem do Tipo Contra Fluxo, através de tambor rotativo com pintura especial
anti-corrosão para altas temperaturas, revestido em chapa de aço inox, com anéis de 6” de largura
em aço especial, com palhetas internas fabricadas para a geração de alto rendimento térmico que
garante a economia na secagem (palhetas/aletas soldadas; opcional: palhetas/aletas aparafusadas).
Possui ângulo de inclinação variável, acionado por 04 (quatro) moto redutores elétricos (5CV -
50ton/h; 7,5CV - 80ton/h; 10CV - 120ton/h) garantindo extrema potência de tração, com roletes de
apoio. Dimensões (diâmetro x comprimento): 1,5m x 4,8m (50ton/h); 1,8m x 5,4m (80ton/h); 
1,8m x 6,0m (120ton/h). Opcional: Tambor com câmara exclusiva para utilização de RAP até 10%
evitando assim o contato com altas temperaturas aplicadas aos agregados.

QUEIMADOR:
Queimador de alta performance externo ao tambor, de alto rendimento e baixo consumo,
com geração de calor até 6.000.000 kcal/h (considerando um combustível de poder
calorífico de 9.000 kcal/kg ou mais), com sistema de acendimento automático de dentro
da cabine, foto célula de segurança de chama acesa / sensor de chama, com injeção de
ar/combustível sincronizada por servo motor, acionado por ventilador centrífugo (radial)
com controle de vazão de ar por inversor de frequência, com bico atomizador e ar
comprimido, por compressor de ar de 60 PCM. Possui de série um retificador de
temperatura para combustíveis pesados. Controle da chama através de atuadores
eletro-mecânicos independentes, mantendo a perfeita proporção da mistura ar e
combustível em todas as faixas de operação, proporcionando uma queima perfeita.

MISTURADOR EXTERNO:
Misturador Externo do tipo PUG-MILL (com dois eixos acionados por moto redutores
independentes) para uso de polímeros, asfaltos modificados ou asfalto convencional. Evita a
injeção de CAP dentro do secador, o que atualmente é exigência das novas orientações dos
órgãos fiscalizadores de obras. Desta forma, o asfalto não entra em contato com os gases
quentes do secador. Instalado na saída do tambor secador, possui palhetas de alturas reguláveis
reversíveis. Tampa de inversão e abertura interior para limpeza e manutenção (opcional com
comportas laterais para limpeza e manutenção).

SISTEMA DE FILTRAGEM E EXAUSTÃO:
Succiona os gases quentes provenientes do secador da usina de asfalto. Sistema de
limpeza do tipo filtro de mangas por jato pulsante. O Pó depositado no fundo do filtro é
transportado para fora através de um transportador helicoidal (fuso), sendo conduzido
diretamente ao misturador externo e incorporando-se à massa asfáltica. O
monitoramento da temperatura de entrada é feito por sensor que controla o
funcionamento da comporta automática do ar de refrigeração, atingindo a temperatura
de trabalho sem risco às mangas do filtro.

VÁLVULA MICROMÉTRICA:
A Válvula micrométrica de controle de fluxo de óleo combustível é acionada por servo motor,
sincronizando a relação ar/combustível no queimador.

RETORNO DE FINOS:
Retorno de finos do filtro de mangas direto no misturador executado por caracol hermético.

SILO DOSADOR DE FILLER:
Com capacidades de 0,5 m³, 1,0 m³, 1,5 m³ e 2,0 m³, é interligado ao sistema de automação e
controlado pelo sistema de software da usina através de inversor de frequência. Caracol para
alimentação com capacidade de 4,0 ton/h.

ELEVADOR:
Transportador de arraste tipo “Redler” totalmente fechado, construído em chapa de aço
carbono 1020 com espessura de 3/16” nas laterais, tampas separadas e fundo com chapa em
material SAE 1070 especial (resistente ao desgaste) na espessura de 1/2" e pés em viga
enrijecida para o apoio do Elevador, com palhetas de arraste fixadas em corrente de alta
resistência através de solda (opcional aparafusadas), conduzidas por engrenagens motriz
bipartidas acionadas por moto redutor, rolamentos e mancais de primeira linha, com pré-silo
anti-segregação (silo de descarga metálico) e controle automático de abertura da comporta
com volume de até 1,5 m³, com abertura através de cilindro pneumático. Acionamento por
moto-redutor WEG/CESTARI de 15 CV / 20 CV conforme a produção da usina. Sistema de
carregamento do tipo direto do misturador. Sistema automático de descarga nos caminhões.
Opcional sistema de abertura automática através de nível máximo, tempo ou carga desejada.
Distância de descarga em relação ao solo de 4,5m.

PAINEL DE COMANDO / SISTEMAS DE CONTROLE:
Quadro de comando instalado em cabine metálica climatizada (9.000 btus/h) com isolamento
termo acústico e incorporada à usina, com software de controle do processo (sistema de
automação), pesando individualmente cada agregado, controlando a injeção de asfalto
eletronicamente (inclusive com monitoramento de temperatura dos gases e da massa),
emitindo relatórios de produção, consumo por silo de agregados, consumo de asfalto e filler
opcional, controle de retorno de finos do filtro de mangas. Duplo sistema de operação, manual
e automático, sendo o sistema automático através de central de controle e monitoramento
completa com o Software especial, mesa de comandos e operações, monitor
colorido, CPU, teclado, mouse, estabilizador, cabeamento, etc., podendo opcionalmente ser
através de monitor colorido de cristal líquido com matriz ativa e sistema touch-screen
incorporado ao painel, com indicações gráficas em todas as etapas do processo; operação
manual através de sistema independente dos componentes eletrônicos que permite produção
sem a utilização do monitor e do CLP (controlador lógico programável modular para controlar
a usina de forma automática), tendo opcionalmente a utilização de sistema operacional
Windows/Embedded (para operações industriais). Tensão Trifásica de alimentação de cabide
de 380V. A cabine é metálica projetada especialmente para trabalhos em obras, dotada de
portas e janelas com vidros fixos e ar condicionado tipo Split de até 9.000 btu/h, onde o ar
condicionado é independente, mantendo a temperatura ideal dos componentes. Quadro de
Comando através de gabinete tipo armário de aço montado sobre o chassi, à prova de
intempéries, com acesso para manutenção e sistema de iluminação interno, sendo todo o
sistema elétrico montado de acordo com as normas internacionais e a NR12, refrigerado
através do ar condicionado integrado à cabine de comando, com  opcional de ar condicionado
independente. Disjuntores termomagnéticos trifásicos reguláveis, para proteção de motores.
Supervisor de tensão com regulagem de faixa de trabalho. Supressores de transientes, para
proteção do sistema elétrico contra surtos de rede ou descargas elétricas atmosféricas.
Bornes de entrada de energia trifásica. Chave seccional geral. Régua de bornes de conexão
externa. Opcional: Gerador de 300KVA movido à óleo diesel.

TANCAGEM:
Tanque de Asfalto de 40.000 litros para CAP e de combustível de 20.000 litros (outras
capacidades disponíveis sob consulta), com isolamento térmico em lã de vidro recoberta
por chapas de Alufer, com sistema de aquecimento por serpentina à Óleo Térmico com
feixe de tubos SCH-40 para uma maior troca térmica com as tubulações encamisadas para
asfalto e combustível, e bomba de asfalto de 2” de 20.000 l/h com câmara de aquecimento
e aquecedor de óleo térmico de até 500.000 Kcal/h (de montagem externa aos tanques ou
integrado ao tanque máster) com queimador de dois estágios de funcionamento automático
à diesel ou gás GLP com total sistema de segurança. Opcional: Aquecimento dos tanques
através de fogo tubular através de serpentina de 8’’ com maçaricos tipo jatão à óleo diesel.
Toda a tancagem e seus sistemas são montados de forma fixa ou sobre chassi único de
rodado simples (um único eixo com 4 rodas), podendo opcionalmente pode ser fornecido
sobre chassi de rodado duplo (dois eixos com 8 rodas) ou chassi de rodado triplo (três eixos
com 12 rodas), com sinalização elétrica de trânsito. Acompanham todas as tubulações de
interligação da Usina-Tanque (podendo serem aquecidas por óleo térmico), linha de
combustível pesado e linha de asfalto / CAP. Tanque para óleo diesel para acionamento
dos maçaricos de 200 litros, podendo opcionalmente ser de até 2.000 litros. Iluminação
traseira do tanque. Nas usinas de 30ton/h e 40ton/h a tancagem pode ser montada junto
com a usina em chassi único.

QUADRO DE COMANDO DA TANCAGEM:
Quadro de comando do aquecedor de óleo térmico instado de modo a facilitar a operação do
sistema. Possui opção para instalação de agitadores proporcionando homogeneização dos
asfaltos modificados com polímeros.

CHASSIS DA USINA:
Toda a Usina e seus componentes (Silos de agregados, Misturador, Secador, Elevador, Filtro
de Mangas) pode ser montada sobre chassi único de rodado duplo (dois eixos com 8 rodas)
ou chassi de rodado triplo (três eixos com 12 rodas), equipado com pneu auxiliar e com
sinalização elétrica de trânsito.

LEGISLAÇÃO:
Ambos os conjuntos (usina e tanque) estão de acordo com as normas NR12, e atendem a
sinalização de trânsito dentro das normas de tráfego / Denatran / Contran (possuindo
RENAVAM), sistemas de freios à ar (com ABS) e parada de estacionamento.

MISTURADOR:
Tipo braço e palheta, sincronizados por engrenagens de dentes retos, acionado por dois
moto redutores com rotação normalizada, evitando desagregação, com sistema de
proteção natural através de camada de proteção com a própria massa asfáltica, evitando
o uso de revestimento interno (Opcional: proteção interna através de chapas de
revestimento interno de alta resistência). Sistema de acionamento por dois moto
redutores, independentes para cada eixo. Sistema de duplo eixo paralelos com volumes
de mistura de até 1,8m³ com braços e palhetas intercambiáveis sendo as palhetas de altura
reguláveis e reversíveis, com sistema autosincronizante para garantir perfeita relação de
giro entre os braços através de engrenagens maciças em banho de óleo. Misturador
aquecido por óleo térmico com ligante aplicado por barra espargidora com aquecimento
por óleo térmico diretamente em seu interior. Possui ainda comporta para retirada de
amostra do agregado seco antes do misturador para verificar o teor de umidade sem
interromper a produção, com tampa de inspeção no fundo do misturador de fácil manejo e
remoção para limpeza e manutenção.

DOSAGEM DE ASFALTO:
Bomba dosadora de asfalto de deslocamento positivo com câmara de aquecimento por
circulação de fluído térmico. Sistema de controle de velocidade do motor através de inversor
de frequência (velocidade variável automaticamente). Sistema de desvio para coleta de asfalto
para calibração através de registro independente (Opcional através de válvula de três vias).
Tubulações de conexão entre a usina e o tanque de armazenamento através de tubos flexíveis
com aquecimento por fluído térmico.

FILTRO DE MANGAS:
Filtro recuperador de finos tipo jato pulsante (pulso de ar controlado eletronicamente para
limpeza das mangas), com elementos filtrantes tipo mangas em poliéster de baixo custo de
reposição, de alta eficiência, com emissão máxima de particulados de 40 mg/Nm³, aprovado
pelos órgãos ambientais, com mangas de 160 mm de diâmetro por 2.000 mm de comprimento,
totalizando uma área filtrante de 1 m² cada, com retorno de finos direto no misturador através
de transportador helicoidal, alimentado por compressor de ar de 80 PCM, com válvulas de
pulso de 1 ½” e exaustor de 30 CV até 60 CV acionado por inversor de frequência, controlando
a rotação do rotor, compensando a tiragem em caso de alta umidade. OPCIONAL: Mangas em
tecido NOMEX para altas temperaturas. Áreas de filtragem: usina de 40 ton/h = 120 m²; usina
de 80ton/h = 180m²; usina de 120 ton/h = 240 m² ou 280 m² conforme região de trabalho.
Separador de umidade do ar comprimido na saída do compressor e entrada do filtro/projetos.
Amortecedores de vibração no compressor diminuindo a vibração ao operador (opcional).
Indicador de contaminação de mangas tipo manômetro de coluna d'água, tendo como opcional
a indicação também no painel de controle.

RECUPERADOR DE PÓ PRIMÁRIO – SEPARADOR ESTÁTICO (OPCIONAL):
Sistema centrífugo tipo separador estático incorporado a tubulação de exaustão, com alta
eficiência na retenção de partículas de pó de maior tamanho com capacidade de recuperação
de no mínimo 80% dos materiais retidos em peneira 200 contidos na tubulação da exaustão.
Possui tubulação de recuperação de finos por gravidade conectada ao caracol de finos, além
de união flexível da tubulação de recuperação de finos ao misturador.

SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO:
Sistema de refrigeração automático do filtro controlando a temperatura interna das mangas
dentro do limite máximo permitido, garantindo sua vida útil. Sistema de entrada de ar para (se
necessário) realizar o resfriamento do filtro através de Damper com atuador eletromecânico
com abertura proporcional de funcionamento automático. Damper secundário (de emergência)
de resfriamento rápido do filtro, com abertura total e acionamento eletropneumático.

INVERSORES DE FREQÜÊNCIA
Motores e bombas do equipamento são controladas por inversores de frequência, tais como
a bomba dosadora de asfalto, motores das correias dosadoras e alimentadoras, motor de
ventilação, motor da exaustão, motor da alimentação de filer.